terça-feira, 26 de março de 2013

Bom senso e moderação!



Será a moderação e bom senso o famoso caminho do meio que todos buscam? O equilíbrio nas nossas vidas o bem viver ou será que estamos mesmo em uma bicicleta que para manter o equilíbrio tem que andar em constantes ajustes de desequilíbrios, pois o andar faz o equilíbrio o parar cai...
O seria o caminho do meio, nem ao céu nem a terra, dizem os filósofos, pelo que sabemos os extremos desequilibram o prato da balança. Então como viver em equilíbrio? Sendo o desequilíbrio uma constante, o imprevisto, o acaso a que estamos sujeitos.

segunda-feira, 25 de março de 2013

Saburra na Língua, causa de mau hálito.


Saburra é uma substância viscosa e geralmente esbranquiçada ou amarelada que adere ao dorso da língua e equivale a uma placa bacteriana lingual. Na saburra, os principais micro-organismos existentes são do tipo anaeróbios proteolíticos, que produzem componentes de odor desagradável na boca, gerando mau hálito.

sexta-feira, 22 de março de 2013

Saiba mais sobre a alergia a poeira e ácaros


A alergia a poeira doméstica é causa importante de sintomas alérgicos respiratórios, principalmente asma brônquica e rinite alérgica. Pode-se diminuir ou eliminar estes sintomas, diminuindo a exposição ao pó. Estas informações vão esclarecer de que forma isto é possível.

quinta-feira, 21 de março de 2013

Com a chegada do outono...


 Temperaturas mais baixas, maior quantidade de polens das flores no ar, a umidade relativa do ar tende a diminuir, e a concentração de poluentes, são fatores que podem aumentar alergias respiratórias, alergênicos como fungos e ácaros, que se multiplicam nessa época do ano. É importante manter o sistema imunológico em alta, aliado à prática de prevenção a infecções ou doenças oportunistas, como gripes e resfriados alérgicos, mantendo o nosso organismo sempre equilibrado e saudável, com alimentação o mais natural possível, e evitando alimento muco-estimulante em excesso, como leites e derivados de origem animal. 

Uma boa defesa do organismo, segundo especialistas em nutrição natural, é diminuir consideravelmente, senão eliminar mesmo, alimentos industrializados, farinhas brancas, açúcar branco refinado, margarinas, embutidos e o excesso de proteínas animais. E fazer opções mais conscientes na hora de se alimentar, com alimentos naturais integrais, frescos e crus. Esses fatores conjuntamente contribuem para a melhoria da qualidade de vida e para uma maior resistência do organismo humano. 

O uso do Lota, aparelho para higienização nasal, hidrata a mucosa nasal preservando a mucosa em tempos de ar seco e frio e é um bom tratamento natural para rinites, sinusites, resfriados alérgicos, inclusive ronco e insônia. O uso diário do LOTA, promove uma limpeza na cavidade nasal, remove as placas de bactérias, reforçando o sistema imunológico de uma maneira geral. 

O custo dos tratamentos de saúde diminuiria muito com o hábito de higienizar as narinas, uma técnica muito simples e milenar.

quarta-feira, 20 de março de 2013

Sinusite, o que é como se trata.


Segundo Dr. Dráuzio Varella.
“Sinusite é a inflamação das mucosas dos seios da face, região do crânio formada por cavidades ósseas ao redor do nariz, maçãs do rosto e olhos.
Os seios da face dão ressonância à voz, aquecem o ar inspirado e diminuem o peso do crânio, o que facilita sua sustentação.
São revestidos por uma mucosa semelhante à do nariz, rica em glândulas produtoras de muco e coberta por cílios dotados de movimentos vibráteis que conduzem o material estranho retido no muco para a parte posterior do nariz com a finalidade de eliminá-lo.

terça-feira, 19 de março de 2013

O Lôta no Brasil


Meu depoimento como tudo começou.
Luis Figueiredo

Há vinte anos eu sofria de rinite alérgica. Fui usuário de descongestionantes nasais com cortisona.

segunda-feira, 18 de março de 2013

Porque o uso do LÔTA, cura sinusite.





Quando usamos o  LÔTA, HIGIENIZADOR NASAL
Acontece o seguinte:
O Fenômeno da Difusão por  Capilaridade.
A água morna tem função vasodilatadora, o sal (cloreto de sódio) é imprescindível, dissociando-se em cloro e sódio, o CLORO age como  bactericida e o SÓDIO
como  antisséptico. Adiciona-se uma colher de chá de sal para o conteúdo de um
lota, aproximadamente 400ml. Para simplificar as coisas, eu uso sal comum, quem
quiser usar sal marinho, fica a critério. O sal tem ainda a função de ajudar a proteger o revestimento da mucosa nasal,
bem como manter sua hidratação. 
Para sinusites, é opcional usar duas gotas de extrato de própolis, (prefiro o extrato de própolis sem álcool),  na água morna do Lota.
Quando você derrama uma gota de água numa folha de papel, a água se infiltra pelos capilares se espalhando por um
processo chamado difusão por capilaridade. O mesmo fenômeno acontece quando lavamos as narinas, por diferença de
temperatura, (água morna), e concentração, (o sal), e o tempo de passagem da
água através do septo nasal, acontece o mesmo fenômeno, a solução infiltra-se pelos capilares dos ossos do sinus frontal e seios nasais, nesse momento acontece
o amolecimento das crostas do muco, catarro, ou pus da infecção da sinusite, que estão aderidas, porque os ossos são porosos, e começam a sair na forma de
secreção, ou seja, limpeza. Os fármacos que “secam” a secreção, fazem com que ela não saia de lá, por isso o uso contínuo da limpeza nasal tem
muito sucesso na cura da sinusite.
E de uma forma totalmente natural. Sem os efeitos colaterais indesejáveis dos fármacos.
Boa saúde.
Prof. Dr. Luis Figueiredo
Quiropraxista, Terapeuta Holístico
CRT 22031 / ANQ  015/11

domingo, 17 de março de 2013

Que faço com minha rinite alérgica ?

Simples, faça uma higienização nasal com o Higienizador Nasal Lota! e livre-se dela !!



" Bom existe um tratamento natural para rinite principalmente alérgica é o uso do LOTA,uma técnica milenar simples que qualquer um pode fazer higienizar as narinas com água morna e sal, além de hidratar a mucosa, impede seu ressecamento, cicatrizando-a, remove as placas de bactérias que se encontram alojadas na cavidade nasal. O uso do sal, cloreto de sódio, dissocia-se na água em sódio, que é um anti-séptico e cloro que é bactericida, para potencializar o efeito da terapia é opcional usar na solução própolis ou limão."
Prof. Dr. Luis Figueiredo, Terapeuta Holístico, naturalista e quiropraxista. CRT 22031 / ANQ 015/11

 Com sintomas semelhantes aos do resfriado, rinite alérgica é uma das cinco doenças crônicas mais comuns mundo. Sem tratamento adequado, pode se tornar grave.
 De acordo com a Associação Brasileira de Alergia e Imunopatologia, a doença atinge cerca de 30% da população brasileira. É também uma das cinco doenças crônicas mais comuns no mundo, afetando entre 10% e 30% dos adultos e até 40% das crianças, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS).
 E a alergia é definida como reação exagerada do organismo frente a estímulos comuns do meio ambiente, a exemplo de alimentos, medicamentos, poeira, ácaros, pelos de animais, pólen e fungos. O problema pode se manifestar de diversas formas, caracterizando várias doenças, entre as quais a asma e a rinite alérgica. Rinite alérgica é inflamação do revestimento interno da cavidade nasal (mucosa nasal).
 A doença se traduz pela liberação de mediadores da resposta alérgica, como histamina, interleucinas e leucotrienos, pelas células inflamatórias. Essa inflamação determina os quatro principais sintomas da rinite alérgica: nariz entupido, coceira, espirros e coriza excessiva.


 Sintomas 
 Muitas vezes os sintomas são ignorados, se prolongam e o processo se complica. A freqüente congestão nasal obriga a pessoa a respirar pela boca, podendo ocasionar irritação na garganta, voz anasalada, ronco e outros distúrbios respiratórios do sono. Não é incomum a associação de outras doenças, entre as quais otites, sinusites, faringites, amigdalites e asma. A respiração oral crônica, por sua vez, particularmente nas faixas etárias mais precoces, frequentemente se associa a alterações de desenvolvimento facial e dentárias.
 A grande maioria dos pacientes com rinite alérgica apresenta limitações nas atividades diárias, produtividade reduzida no trabalho e em sala de aula, no caso de crianças. Estudos apontam que cerca de 30% dos pacientes com rinite alérgica faltam ao trabalho ou à escola. Um levantamento realizado na América Latina em 2009, conhecido pela sigla AILA (Allergies in Latin America), mostrou que 79% dos pacientes com rinite alérgica apresentam algum tipo de impacto sobre sua vida diária na presença dos sintomas.
 Diagnóstico e acompanhamento.
 Na avaliação da médica Shirley Pignatari, chefe da Disciplina de Otorrinolaringologia Pediátrica da Escola Paulista de Medicina da Universidade Federal de São Paulo, o diagnóstico precoce e o acompanhamento médico são essenciais: “Para alguns indivíduos, fatores irritativos, como o ar poluído da cidade ou alérgenos respiratórios, entre os quais a poeira doméstica, são suficientes para o paciente começar a espirrar e a sentir coceira no nariz. O tratamento adequado possibilita o controle da rinite alérgica e permite melhor qualidade de vida para o paciente”.
 As crises decorrentes da doença causam sérios incômodos. No entanto, é possível amenizá-las e conviver bem com este tipo de doença, segundo a especialista. “Apresentar rinite alérgica não significa que o paciente deva sofrer por causa dos sintomas. Entender como manter o problema sob controle e impedir que as crises interfiram na sua rotina é o primeiro passo para o paciente se sentir bem”, ressalta a médica.
 Atenção redobrada
 A rinite alérgica exige que o paciente tenha alguns cuidados. As principais recomendações são manter os ambientes de casa e do trabalho limpos; trocar os lençóis de cama uma vez por semana; lavar as roupas guardadas por muito tempo antes de usar; deixar as janelas abertas para ventilar o ambiente; evitar sair de espaços quentes e ir para outros muito frios; e beber muita água.
 Além disso, o paciente deve evitar locais fechados e cheiros fortes, não fumar, ficar longe de mofo e dos agentes que desencadeiam a crise.
fonte: jornal Vida Integral. 


Problemas com mau hálito?

A maioria das causas do mau hálito encontra-se na boca, em cerca de 90% dos casos. Muitas vezes, a halitose está relacionada à saburra lingual, que tem ligação com o fluxo salivar e a higiene da língua,  "A saburra lingual é uma massa, uma película sobre a língua formada de bactérias, restos de alimento, saliva e células de descamação da cavidade bucal".A explicação é que a saburra lingual leva à fermentação dos alimentos, liberando gases à base de enxofre, por exemplo, e ocasionando o mau cheiro.
“Geralmente, as pessoas limpam os dentes e a gengiva, mas esquecem de limpar a língua”. Limpar a língua é tão importante quanto usar a escova e o fio dental. Uma língua limpa vai manter a boca mais livre de bactérias por mais tempo. A língua é como um carpete, junta muita "sujeira".
 Daí a importância de se acrescentar um item pouco conhecido ao kit de higiene pessoal, junto com o LOTA, que promove a higienização nasal, o limpador de língua, feito de aço inoxidável cirúrgico é o ideal, pois não tem toxidade e como instrumento pode ser esterilizado, ou limpo com álcool gel.
Além de confortável no uso não causa ânsia quanto utilizado. Cabe no bolso pode ser levado em qualquer lugar, junto com sua escova de dente. Aqui vale lembrar que a escova não limpa a língua adequadamente, pois amassa as papilas linguais fica “massageando” as bactérias na língua ao invés de removê-las. Ou seja, se você escova a língua de manhã, quando tem muita saburra e muco branco espalha as  bactérias e acaba engolindo! Fermenta no estômago, da azia e mau hálito!
O Higienizador lingual  LOTA, auxilia na manutenção de um hálito fresco, um frescor agradável na boca eliminando os resíduos de alimentos e bactérias que se aloja nas papilas linguais, que se não forem limpas causam fermentação, halitose, e acidez estomacal.
É preferível não usar nada a escová-la! Estão difundindo a idéia de que escovar a língua é bom... cuidado! E tem ainda alguns raspadores de plástico, que são grossos na espessura, provocam ânsia de vômito, são de plástico reciclado, de difícil higienização, desinfecção ou esterilização. Pois são de plástico!
O instrumento adequado é o aço inoxidável cirúrgico, com espessura ideal  serve para alcançar a base da língua o que a escova não consegue porque causa ânsia de vômito.
Prof. Dr. Luis Figueiredo, terapeuta naturalista, quiropraxista.


Atualizando e fazendo jus ao comentário da Clinica Halitus, quem quiser saber mais a respeito favor entrar no site:Halitose ou Mau hálito: causas e tratamentos.